Porque voto Montenegro? Porque a Maçonaria começou com Pedreiros.


Entrevista Expresso 6 de fevereiro de 2022 (link)

Pouco mais de 3 meses depois, Jardim anti-maçonaria
diz porque vota no candidato maçónico do PSD (link)

O argumentário do Dr. Jardim sempre teve por finalidade alcançar um objetivo e, situa-se na esfera da quenga, que faz juras de amor a todo cliente e diz que ainda é virgem. Se o objetivo mudasse 3 vezes ao dia, ele teria com todo o desplante três argumentos diferentes e não importa se forem contraditórios. Portanto, é fácil entender que é um "argumentista compulsivo". A Maçonaria, entre outros, como Trilateral, etc, são recheios do engodo que diaboliza e mete medo para o fraco eleitorzinho acreditar que tem um inimigo.

O Dr. Jardim vota Montenegro porque nunca foi contra a Maçonaria e até recebeu favores deles. Se o próprio Jardim tem uma sociedade secreta, que esventra o madeirense, porque haveria de estar contra a Maçonaria, só se fosse concorrência. Jardim gosta de poder e qualquer individuo que tenha ou partilhe será seu amigo.

Mas há mais pormenores interessantes. O que é a Maçonaria? Uma sociedade outrora secreta, de caráter filosófico e filantrópico. Seus Maçons defendem os princípios da liberdade, democracia, igualdade e fraternidade, causa-berço da Revolução Francesa. Para além disso são entusiastas do aperfeiçoamento intelectual. Reparem que isto é tudo teoria e depende do caráter dos maçons, como em tudo. Calcula-se que haja 3,6 milhões de Maçons no mundo. O problema é que passaram a gangue de interesses enfiados na política e nos negócios para sacar dinheiro público.

Esta agora é interessante, sabia que os pedreiros tiveram grande importância na génese da Maçonaria? Na Idade Média, as profissões organizavam-se em corporações de ofícios, as guildas. Os pedreiros e construtores tinham a sua e, os entusiastas do aperfeiçoamento intelectual, tinham a intenção de sonegar informação, guardar segredos da construção civil para assim lucrar. Nos dias de hoje, olhar para o Governo Regional e as construtoras é um belo exemplo, guardar o poder e a informação para manter o ajuste direto.

Naquele tempo, ao evitar que as técnicas fossem de domínio público, evitavam a concorrência e garantiam ganhos (caramba, tão parecido com os monopólios regionais). Portanto, a Maçonaria não está longe das intenções dos políticos da atualidade e, a Madeira dos pedreiros e construtores, só podia ser "Maçon" com a chancela de Jardim, pai da obra e da dívida.

Se atentarmos às Comissões Políticas de Jardim, elas eram de homens (uma característica da Maçonaria) e casualmente de uma ou outra mulher onde, de poucas, houve uma traidora que, para caricato da situação, tinha por apelido Leal.

Jardim adora a Maçonaria, adora construção e pedreiros, as bocas eram promotoras de medo para colher votos. Depois, seguindo a teoria da evolução, os pedreiros deixaram a trolha para engravatar nos governos e assim sacar dos "trolhas".

Enviado por Denúncia Anónima.
Quarta-feira, 25 de Maio de 2022
Todos os elementos enviados pelo autor.

Adere à nossa Página do Facebook (onde cai as publicações do site)
Adere ao nosso grupo do Facebook: Ocorrências CM
Segue o site do Correio da Madeira