Divulgação e recado

 

C onfiando na notícia, peço ao CM que divulgue "Menino de cinco anos precisa de 12 mil euros para continuar a andar normalmente Mãe deixa o IBAN PT50 0018 0003 5543 6075 0203 6 para quem estiver interessado em fazer um donativo" (link).

A mãe referiu ao DIÁRIO que para o filho continuar a andar normalmente tem de ser submetido a uma cirurgia em Lisboa, que tem um custo de 12 mil euros, mas admite que a família não tem condições financeiras para suportar os custos (link).

Vão me desculpar um desabafo que nada tem a ver com a criança e a mãe, a quem desejo sorte nesta etapa da vida do Gabriel.

Um tachista a 3.000€ limpos, paga a operação em 4 meses, e mesmo que nada acrescente à sociedade a não ser repetir a narrativa, não passa por estas coisas. Há dinheiro. Também o há para fazer política social eleitoralista, só para quem vota no partido do poder. Há dinheiro da segurança social para manter "sedes partidárias" em funcionamento. Onde anda a Segurança Social que perdoa dívidas aos empresários do regime e onde anda a Saúde superlativa do Dr Pedro Ramos para isto chegar aos jornais? Nesta mesma sociedade, onde até há dinheiro para lares na Venezuela, quando chegam as situações efetivas do GR se chegar à frente, porque é fácil gerir para fomentar felicidade em todas as casas madeirenses, a caridade recai sobre a sociedade civil. Tem sido sempre assim.

A viagem dos Bitcoins do Albuquerque a Miami, 27.000€, dava para duas operações e ficava dinheiro.

Solidariedade sempre, mas em contraponto temos que meter estes políticos na ordem, porque eles a gozar do nosso dinheiro e depois a responsabilidade e as dividas virem para o nosso lado, não dá. Portanto, vamos arranjar 12.000€ ao Gabriel mas vamos também acabar a "festa da governação".

Enviado por Denúncia Anónima.
Sexta-feira, 22 de Abril de 2022
Todos os elementos enviados pelo autor.

Adere à nossa Página do Facebook (onde cai as publicações do site)
Adere ao nosso grupo do Facebook: Ocorrências CM
Segue o site do Correio da Madeira