Brigas na vereação de Calado

 

Os galácticos do Calado já se "galam".

É sabido que equipa com muitos galácticos todos querem ser a estrela maior, depois não fazem equipa e não jogam porque para marcar é preciso municiar jogo. É o caso dos galácticos do Calado que já se galam uns com os outros. Ainda há pouco tempo chegaram à Câmara e já brigam por causa dos pelouros.

Bruno Pereira, ex-presidente do IHM e com uma extensa carreira de nomeações políticas, ficou com a empresa municipal de habitação social, tendo a antiga secretária Augusta Aguiar como administradora. Esta do Bruno Pereira ficar por cima da secretária, hierarquicamente, tem piada atendendo à origem no GR, mas ela gosta. Desde que não haja perda de vencimento, tudo bem, quem não se lembra do Amílcar Gonçalves, que estava em risco de fechar a ARM por falta de pagamento da CMF, como "trambolhou" e que agora tem a concorrente à perna.

Mas, na CMF, Margarida Pocinho, professora universitária do CDS, ficou responsável pela empresa das praias Frente Mar, sendo indicado o antigo gestor das empresas de Jaime Ramos, Rui Cortez, para fazer o trabalho de limpar a empresa de trabalhadores ligados à oposição, para todos os efeitos e na versão oficial os que não vêm trabalhar. Hoje, os trabalhadores receberam um e-mail a anunciar o novo vereador com o pelouro da Frente MarFunchal dizendo:

Para vosso conhecimento informamos que a Câmara Municipal do Funchal ira proceder à alteração dos pelouros das empresas municipais passando a Frente MarFunchal a ser tutelada pelo vereador Dr. Bruno Pereira. A Vereadora Dra. Margarida Pocinho passará a tutelar a SociohabitaFunchal. Esta mudança vai de encontro às características de cada vereador e das respetivas empresas dando assim uma ainda melhor agilidade na gestão das mesmas. Estas alterações em nada mudam as estratégias definidas para as empresas municipais.

Pocinho é contra os despedimentos e chocou de frente com Rui Cortez por este fazer o que lhe apetece sem dar cavaco à vereadora (coisas de poderoso debaixo da asa dos Ramos). Bruno Pereira conhece bem Cortez e dá-se melhor com o seu temperamento complicado incapaz de aceitar ordens de uma mulher. Sabe-se também que os vereadores do PSD consideram Pocinho como muito fraquinha e com pouco jeito para o cargo, empurrando-a para debaixo das ordens de Augusta Aguiar que será a verdadeira vereadora com o pelouro do social. E por estes imperativos, o Bruno Pereira conhecedor da matéria "habitação social" vai nadar... yo... com a Frente MarFunchal. Como sempre, a governação sujeita a caprichos e não à gestão sem política.

Estão acesos os ânimos entre os vereadores do PSD e do CDS, levando mesmo à intervenção do presidente Calado que impôs a troca de pelouros. Pocinho sentiu-se desconsiderada com este desfecho e ameaçou voltar à universidade. Resta saber se Cristina Pedra veste mesmo CDS, se não é PSD ou até PS, um camaleão lola tem destas coisas para a sobrevivência. Diz-se que ela e o marido foram despachados pelo Sousa, por razões de empilhadoras que morrerá no segredo dos deuses.

Aguardamos pelas cenas dos próximos capítulos mas, será que a intenção de despachar o CDS em 2023 não é um ambiente propício à falta consideração nos entretantos na CMF?

Enviado por Denúncia Anónima.
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2022
Todos os elementos enviados pelo autor.

Adere à nossa Página do Facebook (onde cai as publicações do site)
Adere ao nosso grupo do Facebook: Ocorrências CM
Segue o site do Correio da Madeira