Sinais próximos da privatização tão "desejada" da APRAM


B om Dia, Bom Ano Novo, bem vindos a questões velhas que vos trago. Meus amigos, assim não se vai lá! Os empregos no Governo Regional estão a acomodar cada vez mais gente de famílias do poder que acabam os seus cursos e a coisa já não comporta mais. Não importa como. Temos chefes de chefes, funções esquartejadas por muitas capelinhas para dar guarida a todos e ninguém pensa que, o tachismo, é uma forma de se entender que o Governo Regional é, cada vez mais incompetente para fazer o mesmo de sempre ou cada vez menos. Com bem menos pessoas fazia-se o mesmo, aliás, salvo exceções para a reforma, são os mesmos a aguentar o barco, ora é mesmo de barcos que venho falar.

Isto vem a propósito da APRAM, com 13 e depois 11 navios confirmados no nosso porto para a passagem de ano, estar carente de sucessos para apagar a má imagem deixada durante a pandemia mas depois, constata-se que, na senda de um Governo de chefes, não há gente para sujar as mãos, falta a "arraia miúda" para a amarração de navios. Isto não é só má gestão, são os preparativos para colocar o quadro de pessoal pelo mínimo para depois entregar mais este filão aos privados amigos do PSD.

Com um porto onde hoje em dia cabe, no máximo, 4 navios de uma vez e que no fim do ano podem ir trocando para dar aos passageiros a possibilidade de vir a terra um bocadinho, constatou-se que não havia pessoal para amarrar navios. Com certeza é por turnos mas não é tanto assim o trabalho, o que significa que o quadro de pessoal está a ficar a jeito da privatização e lá vai a insuspeita Tecnovia ajudar. Que coincidência!

Até houve curso intensivo para os funcionários da Tecnovia saberem amarrar um navio, nada disto no Porto do Funchal é diferente do que já aconteceu no Caniçal, onde para se despachar estivadores e "amarradores" se instruiu lambe-botas precários das oficinas para executar o trabalho e provar que não eram necessários. Até um ferry precisa de amarração.

Esta é uma dica de que deve estar para breve mais uma golpada! Viva 2022, já estamos a arrumar com as passas e o dinheiro na algibeira.


Enviado por Denúncia Anónima.
Sábado, 1 de Janeiro de 2022
Todos os elementos enviados pelo autor.

Adere à nossa Página do Facebook (onde cai as publicações do site)
Adere ao nosso grupo do Facebook: Ocorrências CM
Segue o site do Correio da Madeira