Perigosamente igual ao partido Nazi


Do filme "A rapariga que roubava livros", 2013 - 139 minutos.
Filme da Segunda Grande Guerra em exibição
no Canal Hollywood (Sinopse)
Na Box 27 Jan 15:30 - Próxima exibição 17 Fev. 08:20

E stremeço quando vejo as semelhanças entre o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães e o Partido Social Democrata da Madeira. Não somos todos madeirenses, uns são "Judeus" perseguidos a propósito de nada, só por existir, ter opinião e consciência. Está a acontecer na atualidade a várias pessoas e isto está fora de campanhas eleitorais.

Os líderes do PSD-M, claramente bipolarizado entre Albuquerque no GR e Calado na CMF, acicatam duas frentes de medo e terror onde só contam os seus apaniguados que, para se manterem mostram-se mais papistas do que os Papas, provocam estragos surrealistas nas máquinas naturais da administração pública. Parece que agora gente de carreira e formação não conta. Vamos para a total incompetência colmatada com propaganda.

Vejo colaboracionistas bufos que denunciam os supostos "Judeus" da Madeira por ousarem não aderir ao partido e, só por isso, não merecem oportunidades na vida. A Madeira está marcada por partidarite nazista. A instrução dada a cada militante, o código de comportamento, assemelha-se à lavagem de mente executada nas Schutzstaffel, a "Tropa de Proteção", mais conhecida por SS, uma organização paramilitar ligada ao Partido Nazista de Adolf Hitler que se replica na Madeira, sempre com perseguição, denúncia e aniquilação dos "infiéis" à grande "nação nazista" da Madeira.

Existe máquina de propaganda, jornais colaboracionistas a debitar e a trabalhar para o regime, fornos a expelir cinzas, a população a diminuir por causa da "guerra" com um suposto inimigo externo que distrai das necessidades de todos, como que roubassem o pão, para ter as tropas fiéis e em combate.

Não é meter medo mas constatar como Miguel Albuquerque abriu portas ao Chega na Quinta Vigia, como na equação de Governo dos Açores coube o Chega e como a complicada matemática das Legislativas Nacionais ainda fazem Rui Rio ceder ao Chega, tudo porque o CDS está para não eleger ninguém ou um. Capotou.

A democracia ainda não venceu o tempo decorrido da ditadura, mas já há alguns loucos mas sobretudo ignorantes que não lêem a história do país para não voltar a cometer os mesmos erro. Há nazistas assumidos e nazistas disfarçados, têm ódio a tudo que os enfrente. Leiam atitudes. Há muitos votos superficiais, ignorantes e incapazes de ler os acontecimentos, mas que contam e são legítimos na contagem.

Enviado por Denúncia Anónima.
Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2022
Todos os elementos enviados pelo autor.

Adere à nossa Página do Facebook (onde cai as publicações do site)
Adere ao nosso grupo do Facebook: Ocorrências CM
Segue o site do Correio da Madeira