O cagaçal do secretário em relação à educação especial


O Governo Regional do show-off dá mais uma ‘vergalhada’ nas manobras de marketing, tentando iludir a falta de competência com páginas cheias de números (escolhidos a dedo), na imprensa regional, que tentam justificar os mais básicos erros que vêm a público todos os dias.

Veja-se o exemplo de Pedro Ramos, que muitos diziam ser o exemplo de boa gestão. Quando a coisa corria bem na gestão da pandemia vinha todos os dias à TV ‘fintar’ meia dúzia de jornalistas, que também nunca lhe souberam dizer “por favor, responda à minha pergunta”, e saía sempre como salvador da pátria.

Agora, com mil casos ao dia, é tudo normal! Estamos no bom caminho, está tudo controlado, e se algo está mal é porque veio um vento do continente, porque Lisboa não quer que nós consigamos respirar ar puro.

Já não nos bastava o secretário da Saúde ser o show-off em pessoa, vem agora o secretário da Educação procurar aparecer com uns numerozitos da Educação Especial.

 “Visão profundamente humanista”, diz ele nesta página de Diário. 

Uma casa não se começa pelo telhado, e deixe que diga a vossa excelência que tem falhado muito nas bases desta ‘casa’ que é a Educação Especial, esperemos que ela se aguente, mesmo sem as bases necessárias.

Com isto concretizo que nem transporte existe para levar os alunos com necessidades especiais para a escola. Longe vão os tempos em que passavam carrinhas para levar os alunos, e posso garantir que tenho familiares a pagarem táxi desde o início do ano letivo para que os filhos não percam as aulas.

Não menos sabido é que algumas professoras e auxiliares sacrificam do seu próprio bolso boleias aos alunos, porque muitas vezes os pais não conseguem pagar táxi todos os dias do mês.

Toda a gente dá o seu máximo para que se consiga ultrapassar esta situação, menos a própria secretaria. O governo oferece carrinhas a torto e a direito às casas do povo, a bandas de música e a associações, mas estas escolas estão entregues á sua sorte. Para estas escolas não há dinheiro, é esta a “visão profundamente humanista” que este senhor fala?

Tenham vergonha e não gozem com aqueles com quem a vida é bem mais dura!

Enviado por Denúncia Anónima.
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2022
Todos os elementos enviados pelo autor.

Adere à nossa Página do Facebook (onde cai as publicações do site)
Adere ao nosso grupo do Facebook: Ocorrências CM
Segue o site do Correio da Madeira