Calado coloca Élvio Sousa em tribunal por fiscalizar o caso ferry


N ão escrevo para denunciar porque ainda posso ir preso neste Estado de Direito, um deputado a fiscalizar ainda vai preso nesta nova conceção de democracia na Madeira. Quanto se souber vamos ser gozados a nível nacional! Preparem-se!

A disponibilidade de emprego para aliciar pessoas a aderir à causa e a disponibilidade de dinheiro publico para usar contra opositores, são armas que a democracia pura e o cidadão comum não tem para se defender. Se os meios caem em mãos erradas, estamos tramados. Basta um mau caráter se apanhar com poder e ser mau democrata, para termos alguém que abusa dos poderes conferidos por eleição para estabelecer um autoritarismo persecutório que elimina inconvenientes... à medida que enriquece com a oportunidade os amigos. Um Trumpzinho! Pedro Calado entrou em cena para atacar de duas maneiras um candidato perto da eleição, com a sondagem e com a acusação! Dúvidas?!

Tal como já aconteceu com a ameaça externa, Paulo Cafôfo, numa primeira fase de ameaça ao Poder Regional estabelecido. Depois com a ameaça interna de Manuel António Correia porque tinha popularidade para ser líder do PSD e ganhar eleições. Depois com a vereadora da salubridade e Miguel Silva Gouveia por tabela. Não se admirem, a Justiça é de novo usada para que a vítima pareça um fora da lei na hora chave de um assunto, uma eleição para deputado à Assembleia da República, é o caso de Élvio Sousa. Enquanto deputado regional a fiscalizar o processo do ferry Madeira - Continente, muito sinistro e sinuoso como todos sabemos e que levou a 3 rusgas à vice-presidência, Pedro Calado (então vice-presidente do GR) adjudicou uma acusação pela sociedade de advogados conhecida pelas suas relações com o regime, de Denúncia Caluniosa porque Élvio Sousa fiscalizou, tirou conclusões e acusações enquanto deputado e do que viu. Até parece um corretivo ou ensinamento para ser o deputado se tornar manso e "boa vida" como os outros. 

Enquanto todas estas pessoas evoluem indevidamente na Justiça, não nos esqueçamos do processo do regime de licenciamento com taxa paga do Porto do Caniçal para salvar uma promessa do PSD-M também. Só não querem eficiência quando se brinca com advogados incompetentes do partido, pagos para perderem os casos em favor dos amigos DDT. Vai aí uma barbaridade de dinheiro para advogados, milhões!, porque esses serviços não correm risco de ser dinheiro mal empregue e comparado. Vergonha.

Existe Justiça para pobres e Justiça para ricos, existe Justiça para brincar à política e perseguir gente decente. Não existe Justiça para os poderosos. Tudo pode ser justificado mas vai sendo tempo de Portugal se assumir como Estado de Direito porque parece um Estado Criminal que persegue cegamente gente decente.

Documento #1
7.500€ Link:





Enviado por Denúncia Anónima.
Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2022
Todos os elementos enviados pelo autor.

Adere à nossa Página do Facebook (onde cai as publicações do site)
Adere ao nosso grupo do Facebook: Ocorrências CM
Segue o site do Correio da Madeira