Os abica-burros do rally

 

N ão temos ferry, os Correios funcionam muito mal, há comerciantes nacionais e estrangeiros que não vendem para a Madeira devido as complicações logísticas e perdas de material. Há logísticas que não contam com a Madeira. É o pão nosso de cada dia de muitos que tentam sobreviver na economia da Madeira e que, depois deste tormento, ainda ficam com o material em stock porque a demora foi tanta que o cliente desistiu. Todos os dias. Depois chega o Rally Vinho Madeira e quer ser um caso à parte.

É por estes exemplos, autênticos murros no estômago em quem anda em todos lados ao mesmo tempo, como governo, lóbi e concorrente mas que ainda assim beneficiam as máfias na prova, que tudo morre em directo na Madeira. Que belo exemplo é o RVM. Demografia, economia e democracia. O Rally Vinho Madeira está abaixo de metade daquilo que foi em participação e qualidade. Muita dela vinha do exterior, logo transportes, e pela categoria que tinha com diversas provas dentro da prova a contar para troféus europeus. Quando te acostumas ao primeiro mundo não há pachorra para aturar o terceiro, ainda por cima com convicção leviana.

Quando alguém se manifesta com razão, há muito povinho que não acompanha mas vai logo dar likes em futilidades. São cúmplices da morte, porque afirmar o que está errado é para resolver e não atingir mas, como ninguém desmonta do pedestal vamos cristalizando, também porque o povo come qualquer coisa, até mesmo no que a Rally Vinho Madeira  diz respeito, com uma promoção assente no saudosismo para maquilhar a atualidade. O povo que embeleza o rally vai desaparecendo como desapareceu no futebol, na ExpoMadeira, na demografia, porque tudo está cristalizado e a fingir que continuam grandes.

A Madeira está a morrer porque ela é muito mais do que elites e lóbis.

PUB: dê LIKE na nossa página do Facebook (link)
Enviado por Denúncia Anónima
Quarta-feira, 04 de Agosto de 2021 13:33
Todos os elementos enviados pelo autor.