Rali sempre à frente

 

D esta vez a sondagem do JM acertou mesmo! Pedro Calado chegou à frente do Rali da Ribeira Brava com 1.4 segundos sobre o segundo classificado. O CM entrevistou o co-piloto que se mostrou muito satisfeito “foi uma prova muito difícil mas ganhamos, graças à grande equipa que me acompanha” Quando questionado pelos jornalistas idóneos do Correio da Madeira, sobre a magra margem sobre o segundo classificado, Pedro Calado desvalorizou o facto mas, visivelmente irritado, disse que isso deve-se aos apoiantes do CHEGA não terem jogado pedras para os outros concorrentes, conforme estava previamente combinado, e os do CDS estarem ainda a ler os regulamentos da prova.

Visivelmente estafado porque a prova começou antes das 9 e acabou depois das 17, Pedro Calado confessou aos microfones do CM que já está farto de ser sempre co-piloto e que, depois de ganhar a Autarquia do Funchal, vai trocar com Alexandre Camacho na condução da abelhinha porque está a ficar aselha e quer ficar sempre à frente dos outros.

Pedro Calado adiantou que para 2022 os seus patrocinadores, e dependendo de como correr a Bazuca, pretendem investir numa viatura mais competitiva com 580 cavalos e espera que os regulamentos da prova seja alterados, para que os pobrezinhos com menos de 500 cavalos não possam se inscrever em prol de uma maior qualidade à prova.

Pedro Calado terminou agradecendo o imenso público presente, que demonstrou que há realmente pessoas que trabalham e que não estão à espera de subsídios para aplaudir.