Jornalistas furam fila da vacinação


O Sindicato de Jornalistas da Madeira conseguiu um acordo com o SESARAM para que os jornalistas fossem vacinados contra a Covid 19. Com este acordo, os jornalistas passaram à frente de pessoas que estão mais expostas a riscos de contrair a Covid 19.

Na minha modesta opinião, há diversos trabalhadores que deveriam ter sido vacinados antes dos profissionais da comunicação social, nomeadamente os funcionários dos supermercados, de restaurantes ou de bares, bem como os diversos trabalhadores que diariamente contatam com o público. Isto só demonstra que o nosso governo tem falta de critérios e esquece-se de quem está mesmo na linha da frente.

Não vejo razão para os jornalistas passarem à frente de outros profissionais que estão mais expostos ao contágio pela covid 19. E ainda por cima esses jornalistas gabam-se nas redes sociais que já estão vacinados postando o cartão de vacinação.

A meu ver, os jornalistas estão a aproveitar-se do facto das pessoas vacinadas não terem, por exemplo, de fazer exames PCR para viajar para alguns locais, onde se incluiu o Porto Santo.

Sabemos que a comunicação social na Região já perdeu toda a credibilidade porque pertence a grandes grupos económicos regionais como o Grupo Sousa, a ACIN e o Grupo AFA.

Não será também a vacinação mais uma forma de controlar a comunicação social na Madeira?

Enviado por Denúncia Anónima
Domingo, 16 de Maio de 2021 21:21
Todos os elementos enviados pelo autor. Imagem CM.