Campeões da Covid

 

S eria um macabro destino, depois do futebol profissional não entender o porquê dos estádios vazio, com tanto espaço para intervalar, ser o provocador de uma série de surtos de Covid-19 com os festejos não respeitaram as regras.

Por uma noite de exageros deram toda a razão às autoridades em não abrirem mão. O pessoal enlouquece e não respeitam a ordem das autoridades polícias e de Saúde. Põe-se uma questão, aqueles que apanharam com uma multa ou com o rigor da fiscalização, vão achar bem este precedente sem castigo?

Há muitas áreas da nossa sociedade no privilégio da impunidade, bastando ir em massas, o futebol é uma. A polícia não tem efectivos para actuar e os políticos têm medo da impopularidade. Tudo isto diz-nos outra coisa em relação à Madeira, toda esta gente que berra e transgride pelo futebol, não o fazem por interesse do "colectivo" contra o que vemos na Madeira, uma série de abusos descarados. Só se manifestam por prazer.

É líquido que a Madeira tenha registos de perda da população, os que estão só se manifestam por tretas e os pensantes aviam as malas. Tudo tem um q.b., se exageram perdem a razão.

Agora vamos ver a reacção das autoridades, mais um silêncio sepulcral à espera que passe. O Rui Barreto, por exemplo, já está a passar de fininho ...

Enviado por Denúncia Anónima
Quarta-feira, 12 de Maio de 2021
Todos os elementos enviados pelo autor.