Eles (PSD) lembraram-se da Camacha!

 

Bem-vindos à época das eleições!

A s obras no Largo da Achada dão que falar … Parece que fazer obra na Camacha incomoda alguns, diga-se os ratos de esgoto que tantas vezes se calaram quando estavam com o pandulho cheio e outras tantas vezes saltaram quando os barcos estavam a afundar. A doença do cartão laranja deturpa a mente e causa amnésia a muito boa gente! A insurreição sanguinária plasmada nas “opiniões de bancada” de especialistas de tudo e de nada nas redes sociais é de bradar aos céus. A Camacha teria ganho mais nos tempos do mamanço, entenda-se as governações sociais-democratas, no governo regional e na(s) câmara(s). Esses senhores que enquanto lá estiveram roubaram, sim roubaram e foi provado em tribunal, o povo de Santa Cruz e consequentemente o povo da Camacha. A vossa insurreição e exigências não foram visíveis no contexto ideal para desenvolver a Camacha, limitaram-se a abaixar a cabeça e a dizer que sim, feitos carneiros, ao vosso líder AJJ e ao atual. 

Não vos vi insurgir sobre o lixo da meia-serra e a atender as reclamações dos residentes no Ribeiro Serrão. Um dia a lixeira veio ribanceira abaixo e foi a desgraça que se viu (já se esqueceram?!). Não vos vi reclamar pelas promessas do AJJ pela requalificação da Achada nem pela construção da piscina (quase que morria e não via a maldita!). Não vi um presidente da Casa dos Sócios (entenda-se Casa do Povo e braço armado do PSD), e sim dos sócios, porque o povo fica à porta, a reclamar ou a insurgir com obras mal feitas e dinheiro mal gasto, resultando numa infraestrutura abandonada. Não vos vi a insurgir por mais e melhores condições do nosso centro de saúde, não vos vi reclamar pelo investimento público que era para ser feito na Camacha, nomeadamente o Parque Temático (fugiu para Santana), o salão de espetáculos há muito prometido (chispou-se para Machico e lá se fez o Fórum). Não vos vi a exigir apoios para a preservação da indústria do vime quando ainda era possível. Enfim, vi os vossos líderes a nos roubar e calados ficaram. Por outro lado, vi-vos a bater palmas a um bairro social sem qualquer projeto de inclusão social, vi-vos a bater palmas por se alcatroar 3 metros de estrada (que curiosamente beneficiava um dos vossos militantes), vi-vos a bater palmas e a ressalvar pinturas de muros, paredes e fachadas dos amigos do sistema, vi-vos a retirar o posto de correios e ainda assim só vos faltou lançar fogo de artifício nesse dia porque tinham arranjado uma solução milagrosa. Vi-vos a arranjarem tachos para vós, família e amigos (os outros que se f#d4m!). Vi-vos a bater palmas enquanto vos roubavam do bolso e presenteavam com um prato de bosta.

A mudança irá acontecer e o povo não esquece! Mas durmam bem descansados, de conchinha, com o vosso cartão laranja, pois aparecem agora no meio do nevoeiro (característico da freguesia) feitos D. Sebastião para criticar tudo e salvar-nos a todos. Francisco Sá Carneiro deve andar às voltas no seu caixão com a desilusão dos ideais que preconizou, são deturpados por vós, leais “carneiros” aos superiores interesses de outros. E dizem-se defensores da Camacha. Piada, só pode!

Chumbo neles (PSD) todos! Tenho dito!

Enviado por Denúncia Anónima
Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2021 21:07
Todos os elementos enviados pelo autor.