A incrível situação do Apart-Hotel Jardins da Ajuda



Q ueria deixar aqui um desabafo de um dos muitos co-proprietários de uma fração no Apart - Hotel Jardins da Ajuda - Funchal. O prédio funciona metade em regime de hotel e a outra metade com apartamentos comprados por diversos imigrantes e não só.

Com esta situação do COVID19 o "dono" que toda a ilha conhece, não pelos bons motivos, resolve mandar fechar o edifício por completo e cortar a agua e a luz! Nós proprietários, mesmo que tenhamos as nossas frações alugadas, sem quaisquer aviso ou solicitação viram tudo cortado!

Um dos proprietários teve que chamar a polícia e a ambulância pois necessita de electricidade para as máquinas que alimentam a sua sobrevivência. Ficou desamparado. A policia está farta de saber destas situações, todos os proprietários têm colocado processos em cima de processos, pois o "dono" não se esquece de todos os meses enviar uma cartinha com valores de condomínio exorbitantes, sem nunca haver atas, reuniões, nem balancetes.

A cada fração, o "dono" do hotel e do prédio pede um valor diferente. Nós ficamos incrédulos como isto não vêm na imprensa regional ou até nacional, pois é um crime o que se fez, lesando também quem comprou apartamentos e que tinham os mesmos arrendados. Sendo que os mesmos colocam um valor aprovisional, nunca discutido em assembleia de condomínio, nunca apresentado em balancetes e, provavelmente, nem têm o condomínio registado mas colocam valores "diários" de 9 euros e 60 cêntimos, perfazendo quase 300 euros mensais e mais de 3 mil euros anuais!

Os proprietários são "reféns" e ameaçados que se não pagarem o condomínio cortam a agua e luz do prédio. Com estes valores exorbitantes mensais, provavelmente querem pagar as despesas do hotel com dinheiros dos condóminos ou pelos co-proprietários.

Concluo dizendo que por favor partilhem ao máximo, os restante proprietários façam queixas, pois não podemos ter medo e desistir do que está a ser feito!

PUB: dê LIKE na nossa página do Facebook (link)
Enviado por Denúncia Anónima
Sexta-feira, 24 de Julho de 2020 14:39
Todos os elementos enviados pelo autor.