Podem fazer acordos mas o investimento fugiu


O PSD há muitos anos que não deixa a economia da Madeira funcionar por causa do seu controlo Governativo em aprovações, licenciamentos e concessão de apoios. Existe um grupo de interesses que ocupam órgãos de governo e associações de patrões com seus mandaretes que garantem a vigilância e os monopólios em cada área. Com a hipótese do PSD-M cair do poder, um conjunto de empresários nacionais e estrangeiros estavam espetantes quanto à possibilidade de investir na Madeira. E, apesar do PSD-M ter ganho, mantinham as intenções. Ora, com a intervenção de ontem à noite de Miguel Albuquerque, que mantém o isolamento da Madeira e que continua a mandar bocas para República, estes empresários com necessidade de entendimento de ambas as partes abandonaram por completo a ideia. Vinham para investir, não para se meter em problemas. Um dia depois das Legislativas Nacionais e já se sabendo algumas dicas sobre a repartição do poder entre PSD e CDS, estas não se mostram idóneas e dá-se o caso de haver situações com 3 níveis de empecilhos políticos para poder arrancar com investimentos. Um deles era na área do transporte marítimo. Penso que em breve alguém desmonta isto na comunicação social. A Madeira vai por muito mau caminho, não há pachorra! Abram mais hotéis mas tudo em soft opening ...

Enviado por Denúncia Anónima 
Segunda-feira, 07 de Outubro de 2019 19:43
Texto, título e imagem enviados pelo leitor.
Share on Google Plus