Quem ganhou as Eleições?


O Circo este ano chegou mais cedo à Madeira e sentado na minha velha cadeira cheia de caruncho vou assistindo divertido ao circo político enquanto fumo o meu cigarro às escondidas do meu cardiologista. 

Estas últimas eleições regionais estão ao rubro, e o melhor de tudo é que parece que toda a gente ganhou as eleições. Até aqueles que ficaram sem qualquer deputado dizem que a culpa do voto útil é do CM. Por amor de Deus, não conseguem inventar outros argumentos? 

Sejamos justos, na verdade, o grande vencedor destas eleições é o Pedro Coelho, o indiligente autarca Social-democrata de Camara de Lobos! À sua conta foram mais de 3000 votos que o PSD ganhou ao PS. De odiado, gozado e exilado no PSD de Albuquerque, Pedro Coelho mostrou ser fiel ao Partido, e por isso, é sem dúvida um líder a ter em conta no futuro do PSD. 

E logo a seguir, e sem culpa nenhuma, e porque foram usados, vieram os imigrantes luso-venezuelanos que inesperadamente ganharam o Porto Moniz e Santana, e que decidiram, por meia dúzia de votos, a vontade dos madeirenses residentes naqueles Concelhos. O povo não é burro e viu-se claramente que em São Vicente os 80% das últimas Autárquicas não são PSD. Mais um tiro no pé de José António Garcês? 

O bom disto tudo é que parece que Cafôfo aprendeu a lição, e perdeu por se ter insinuado aos grandes grupos económicos. Se tivesse seguido o conselho do CM e enviado o artista do Miguel Iglésias para a Figueira da Foz, hoje se calhar a história seria outra. 

Mas vamos a aquele que pensa que ganhou as eleições. 

Rui Barreto ou é burro ou quer simplesmente enriquecer em quatro anos. Para os livros de História da Madeira podia ser o herói do povo que derrotou o PSD e ter até tirado todo o  protagonismo ao Cafôfo, mas não! Parece que o dinheiro fala mais alto. Na verdade, se o PSD ganha 10% de todas as obras feitas na Madeira, o CDS e Rui Barreto deviam ter direito a, pelo menos, 2.5%. 

Uma palavra final para o velho jarreta, que no seu Blog Renovadinhos, e mostrando um nervosismo senil, dispara para todos os lados, e até já se mostrou preocupado com o que se escreve no CM. Caro Joãozinho, connosco o bluff não funciona, conhecemos-nos de ginjeira. 


"Um povo corrompido não pode tolerar um governo que não seja corrupto" 

Marques de Maricá
Share on Google Plus