Onde andam os amigos do Albuquerque a fazer campanha?


Durante 4 anos tivemos um Presidente com manias de monárquico a Governar a Madeira, trouxe com ele uma trupe de sangue azul que aproveitou o tempo para tratar da vida, foram nomeados para cargos, tiveram grandes tachões, desses que se ganha de instantâneo milhares ao mês em vez de passar a vida a penar para subir na carreira. Dizem os que são mesmo daquele partido que nunca ninguém os viu a mexer uma palha pelo PSD e isto diz muito.

O PSD é um partido de elites que funciona assim, mete umas cenouras nuns quantos que vamos aturando pelas redes sociais, depois recebem migalhas e um lugar no rabo da lancha. Há militantes do PSD tão tontos que apesar de repetidas vezes ficarem apeados nunca percebem que os lugares bons estão cativos para aqueles que nem aparecem no PSD mas são família dos bodes. O que contam são as relações pessoais e o grupo de elite, o resto é paisagem e abaixo de cão.

Ao que parece, este ano foi diferente, ou então a dose desses purgantes monárquicos ou das elites foi demasiada e até os burros acordaram. Parece que a arraia miúda ao ver todas estas cenas deu clareza e não se vê ninguém a fazer campanha. Agora é ver que os tachistas do PSD não aparecem para fazer campanha e não aparecem nos comícios, estão numa fase de transição para o o Cafôfo que vai ser outro berlinde que não sabe aproveitar o que há de melhor. Estes líderes não sabem que os bons não se oferecem e são os piores que se esfregam?

De qualquer maneira, quero dizer mais o seguinte ... que o PSD ** F*** porque esses bandidos fizeram das boas a muitos madeirenses. Em 2015 foram na conversa do mentiroso do Albuquerque porque não havia outra coisa para eleger mas foi esse partido que deixou muitos madeirenses apeados da vida como consequência da dívida, da falência e da dupla austeridade na RAM, obra e culpa do PSD-M, que nunca reconheceu a desgraça que semeou em vastas áreas sociedade, esses que perderam o emprego, a casa, a empresa, a saúde e sentiram a exclusão. Muitos desses nem pertencem à economia real (não é a do sucesso dos amigos do Albuquerque que não aparecem em campanha) não podem ter conta bancária e muito menos um multibanco apesar de não serem bandidos como os amigos do Albuquerque.

O PSD-M não quis dar bandeira ou reconhecer os erros, mas podia fazer as coisas pela calada para corrigir. O que fez? Abusou uma vez mais! Só dá caridadezinha da trampa para manipular o voto, ninguém vê o sucesso dos amigos que não aparecem em campanha. Para piorar ajudou os que vieram de fora para ganhar votos e isso voltou a provocar mal estar nos mesmos maltratados e criou por comparação xenofobia.

Num arquipélago com menos população do que algumas autarquias do país, com autonomia Governativa, com décadas de subsídios da UE para se desenvolver … ainda estamos no crescimento galopante de pobres e na fabrico de poucos com toda a riqueza (outra vez os FDP dos amigos do Albuquerque) e a absoluta maioria a contar tostões? Com uma Saúde miserável e discute-se a utilidade de um ferry? E fala-se do analfabetismo de 1976 na campanha de 2019?

Só a falta de comparação com outros locais por alguns eleitores é que permite ao PSD-M falar de si mesmo, oferecer medo sem ideias numa campanha eleitoral. O PSD-M é culpado e só gosta da caridadezinha que permite a manipulação das massas por necessidade. O PSD-M teve segunda oportunidade em 2015 com outra roupagem, comprometeu-se a mudar tudo mas foi cópia ainda mais descarada.

Chegou a hora de mandar os ******* que infernizaram a vida a tantos embora. Ponham a cabeça no lugar, só há um culpa comprovado! E esse tem que ir para a rua.

Então Albuquerque? Teus amigos de 3, 4, 5 e 6 mil euros de ordenado não te dão a mão? Sangue azul não verga para pedir o voto, bem feito seu *******. Eles sabem que se aparecem à porta de muitos levam um balazo.

Enviado por Denúncia Anónima 
Domingo, 15 de Setembro de 2019 09:10
Texto e título pelo autor. Ilustração CM
Share on Google Plus