Militante despachado


As negociações para a coligação provam que nos partidos fixam-se as matilhas que expulsam os militantes e simpatizantes com marcada convicção ideológica. Um PSD e um CDS em decadência apresentam cá umas figurinhas para negociar que nem parece coisa séria. O CDS sempre foi pequeno mas o PSD tem sido de caixão à cova. Abatem Alberto João Jardim, só conta a Renovação, o partido desfaz-se, os militantes partem ou saem pela calada, depois o PSD anda a perder ou a ganhar eleições à rasca e agora, aquele que já foi o maior partido da Região, precisa de fazer coligação para governar. O nosso juízo!

Se Jardim disse que havia muita gente da oposição no partido, o que dizer de um Governo que agora vai ter duas secretarias do CDS para alimentar os centristas? Um Governo do PSD com gente do CDS? Essa coligação vai dar certo da maneira como os Renovadinhos deitam culpa a toda gente? Portanto, puseram os militantes a andar com perseguições estúpidas e agora dão-se bem com socialistas vendidos e centristas. Têm que se dar mas não é assim. O PSD é literalmente uma casa de *****, desde os políticos às outras. O PSD deita trigo fora e fica com o joio, algum dia o CDS tem melhores quadros do que o PSD? O orgulho é tanto que mais depressa falam e negoceiam com a oposição para dar tachos do que tratam com simpatia um militante. Mais tarde ou mais cedo vão cair.

De um militante que se despachou

Enviado por Denúncia Anónima 
Quarta-feira, 25 de Setembro de 2019 23:39
Texto, título e imagem enviados pelo autor.
Share on Google Plus