Lorenzo: a Madeira vai estar distraída de novo?


O IPMA, sem alaridos mas com números onde a previsão já não pode falhar, avisa que os Açores não se livram da passagem do furacão de categoria 3 Lorenzo. Se quanto a passar estamos esclarecidos, vai passar, as nossas orações perante a força da mãe natureza vão ao encontro do fenómeno meteorológico perder intensidade. 80% de probabilidades, com chuva torrencial, ventos com rajadas de 150km/h e ondas superiores a 20 metros exigem preparação.

A Madeira deve-se deixar de distribuir porrada a toda a gente no tradicional caciquismo do PSD e entrar numa era de moderação e solidariedade com o contributo do CDS. O CDS pode começar a funcionar e a ganhar crédito. Eu enquanto madeirense, envergonho-me vezes sem conta da forma como os outros são solidários connosco e nós não somos com os outros. Nos recentes incêndios nas Canárias, parece que o nosso Governo estava à espera que o fumo chegasse aqui para, pelo menos, proferir umas palavras. Foi muito mau. Se os incêndios são imprevisíveis a meteorologia, com os avanços tecnológicos, já nos dão umas boas horas de vantagem.

O que peço é que a Madeira se apronte para caso os nossos irmãos açorianos necessitem para avançar nas primeiras horas e não uma semana depois só para marcar o ponto. Nunca se viu o plano de contingência da inoperacionalidade do nosso aeroporto funcionar devidamente e para estes casos voltamos a não ter nada! É só isto que tenho para dizer. Obrigado.

Enviado por Denúncia Anónima 
Sábado, 28 de Setembro de 2019 15:22
Texto e título enviados pelo autor. Ilustração e comunicado IPMA inseridos pelo CM


Informação especial
Comunicado válido entre 2019-09-28 12:01:00 e 2019-09-29 12:10:00
Assunto: FURACÃO LORENZO - AÇORES - COMUNICADO Nº3
Hoje às 09:00 UTC (28 de Setembro) o furacão Lorenzo - categoria 3 na escala de Saffir-Simpson* encontrava-se a 2510 km a sudoeste dos Açores, deslocando-se para norte/noroeste a uma velocidade de 17 km/h. É muito provável (probabilidade superior a 80%) que o arquipélago seja afetado por este furacão, na próxima quarta-feira (dia 2 de Outubro).
De acordo com os últimos dados prevê-se para quarta-feira:
Grupo Ocidental - vento do quadrante sul com rajadas até 150 km/h, chuva FORTE e ondas de sudoeste com altura significativa entre 10 a 12 metros.

Grupo Central - vento do quadrante sul com rajadas até 180 km/h chuva FORTE e ondas de sudoeste com altura significativa entre 10 a 14 metros, com altura máxima de onda superior a 20 metros.

Grupo Oriental - vento com rajadas até 110 km/h e ondas de altura significativa 7 a 9 metros.

No entanto, devido à distância a que o furacão se encontra, existe ainda incerteza relativamente à trajetória exacta e respectiva intensidade com que poderá atingir o Arquipélago.

(Novo comunicado será emitido dia 29 de Setembro às 12h00 (Hora local dos Açores).

*Escala de Saffir- Simpson: Utilizada como medida da intensidade de um furacão; Varia de 1 a 5 sendo 5 o mais intenso.

Sugere-se o acompanhamento da evolução da situação meteorológica através da página do IPMA (www.ipma.pt) e a obtenção de eventuais recomendações junto do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (www.prociv.azores.gov.pt).
Data de edição: 2019-09-28 12:13:52
Share on Google Plus