Foi Marques que permitiu mais um "alheio" encapotado


Isto é tudo nosso e o resto é "conversa fiada", "doa a quem doer". Grandes espertalhões com os bens, o património e o erário público. A permanência durante décadas de uma Justiça domesticada trouxe à Madeira a impunidade e o descaramento total. É mesmo para dizer ... já chegamos à Madeira? Agora já se rouba às claras porque o eleitorado é pato e a Justiça serve para perseguir gente decente que denúncia, em suma, quem é decente merece cadeia. Coelho, estou-me a lembrar de ti, és um estica vergas mas pões estes esquemas a mexer.

Hoje o Diário faz mais uma averiguação acerca de como se geram fortunas nesta terra de ladrões de colarinho branco e, pelo que vejo, os eleitores e contribuintes devem interpretar tudo isto ao contrário. O sistema não eleito fica e os políticos passam pelo poder para se encher. É por isso que temos a canalhada dos 3 feitos com o sistema minados por mandaretes das empresas instaladas com monopólios e mamas: PSD, PS e CDS.

O seu a seu dono, o secretário Amílcar, grande cagão, anda murcho agora depois de lhe terem destapado a cabeleira mas, esta situação que é relatada pelo DN hoje, é do tempo do Marques e isto é simples de se ver, a empreitada foi adjudicada a 29 de junho de 2017 e a remodelação do Governo Regional foi anunciada a 11 de outubro de 2017. Significa que o bandido que revestiu as pedras das ribeiras do Oudinot, "doa a quem doer" e "quer queiram, quer não", é o mesmo que permite esta máquina de fazer dinheiro para empresários e políticos. É assim que enriquecem em pouco tempo e depois vêm dar bailaricos ao povo?

Será por estas, e outras que não se conhece, que o Marques mereceu o primeiro lugar efectivo na lista para a Assembleia da República, caso Albuquerque ganhe, ou o segundo quase certo mesmo que haja hecatombe eleitoral? Não está de caras que os empresários do regime premiaram este facilitador de negócios obscuros?

Ainda vão a tempo de passar uma nota de crédito seus bandidos, mas ninguém se vai lembrar disso porque o dinheiro há muito que circula nas contas bancárias e está inclusivamente investido ... uma máquina de fazer dinheiro sem risco.

Enviado por Denúncia Anónima
Domingo, 8 de Setembro de 2019 09:48
Texto e título enviados pelo autor. Ilustração CM.
Share on Google Plus