É preciso cumprir a lei e castigar quem não cumpre !


O Diário de Notícias descreve hoje numa peça a quantidade de decisões feitas pelo Governo Regional, deixando implícito que muitas delas, de valores avultados e com grande influência na gestão do futuro governo, seja ele qual for, não está a cumprir com a lei. 90 dias antes do dia das eleições (a partir de 22 de Junho passado) o Governo entrou em gestão e perde parte da sua capacidade de decidir situações estruturantes e de despesas. Pelo contrário, este Governo o que fez foi acelerar ainda mais para oficializar obrigações até longo prazo como uma garantia de que mesmo perdendo, o PSD-M possa estar confortável com os seus, a ver se ganha a seguir. Isto não é governar no interesse público, é salvaguardar os interesses pessoais e sobretudo não respeitar a lei.

Eu pergunto o que é esta enormidade comparada com o cavalo de batalha do PSD-M para Cafôfo sair da Presidência da CMF? Ainda para mais da maneira como o Presidente do Governo Regional abusa de tudo misturando actos públicos com partidários, igreja com política e usando dinheiro público para fazer campanha eleitoral.

Também hoje, dão conta de que vários funcionários de que empresas públicas que pagam o ordenado no dia 30, anteciparam os pagamentos para hoje e de que os professores, pelo menos alguns que se manifestaram, tiveram a actualização dos ordenados. Tudo isto é demasiado eleitoralista e parece que passa sempre impune. Espero que as pessoas não se deixem levar por estes lobos, no dia 23 voltarão ao mesmo, eles são os mesmos e temos as eleições de 2015 para exemplo e o que foi o mandato que finda.

Enviado por Denúncia Anónima 
Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019 10:38
Texto, título e recorte da capa do DN enviados pelo autor. Notícia interior adicionada pelo CM.
Share on Google Plus