À Procura do Festas


Os 232 casos de licenciamentos ilegais de obras particulares feitos pelo então Presidente da Câmara Municipal da Ponta do Sol, conhecido no concelho por Rui das Festas, apanharam de surpresa o Ministério Público. O volume de processos obrigará a um trabalho redobrado dos procuradores e magistrados que neste momento não têm mãos a medir para tantas ilegalidades.

O Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária fez deslocar à autarquia os agentes disponíveis para recolher toda a documentação. Quem viu diz que os inspetores não tinham espaço para levar tantos processos. O momento é de grande nervosismo dentro barões do PSD local. Os alegados crimes praticados pelo anterior presidente de câmara em muito complicam a campanha laranja. Todos procuram fugir do visado. Fotografias ao lado do engenheiro está fora de questão! É como o diabo a fugir da cruz! Basta ver a pobreza do comício desta 5ª feira junto ao Centro de Saúde. Até os empresários que o suportaram já procuram demarcar-se.

A população está atenta às investigações do Ministério Público. Com tanto processo não pode haver impunidade. É a derradeira prova do funcionamento da justiça nesta terra. E os visados receiam pelas suas construções. A demolição das obras particulares devido às alegadas ilegalidades do presidente Marques é uma realidade. O medo é grande. Todos confiaram na palavra do antigo presidente. Agora pode ir tudo ao ar! Não há festas que agora valham ao Festas! Isto tudo vai ser uma grande FESTA!

*Ilustração retirada do DN Madeira

Enviado por Denúncia Anónima
Sexta-Feira, 6 de Setembro de 2019 10:17
Texto, título e imagem enviados pelo autor.
Share on Google Plus