Se não foi, tem todo o ar de ...


Enviado por Denúncia Anónima 
Sábado, 10 de Agosto de 2019 10:59
Texto, título e imagens enviadas pelo autor.

Bom dia CM, peço que publiquem.

Sou social-democrata não praticante, também não sou cristão praticante tal como gosto de futebol e não vou a estádios. Também não vou a espetáculos ao ar livre onde se deve apreciar a actuação do artista com concentração para fruir o momento. Devem-me achar uma ave rara, não sou. Tenho os meus padrões de decência, lembram-se da expressão "diz-me com quem andas"?

Fui buscar algumas situações, entre outras, onde não participo e me sinto enclausurado numa ilha cada vez mais ilha, começando pela cabeça de alguns privilegiados que não sabem viver sem poder. Há madeirenses que se atiram contra outros falando do bem comum mas que nas suas atitudes só visam a satisfação do eu e do ego, da sua vida de sucesso assente na pobreza dos outros. Eu tenho os meus defeitos mas no principal eu CUMPRO e não chateio a vida dos outros. Meu sonho era receber o mesmo respeito e não encontrar nas igrejas FDP a comungar, terroristas nos estádios que despejam fel e violência e de não estar sentado ao pé de pneus a assistir a espetáculos.

Acabo de ver o que fizeram ao autocarro do Cafôfo pelo DN, quero mudar mas não me vejo a votar nele. Agora há coisas que fazem cliques. A situação do autocarro até pode ter sido por um elemento deles mesmo num acto maquiavélico de marketing mas não acredito. Pode ter sido um bêbado que não tendo descarregado as mágoas todas na bebida encontrou um autocarro da política e "desabafou". Pode ter sido garotos com uma maldade que prolifera e onde ser BAD está na moda porque não têm nada na cabeça. Mas, não acredito, há outra razão mais forte.

Durante 4 anos vimos que a Renovação só pensa em si. São maus, mesquinhos, insolentes, passam a vida a virar o bico ao prego, mentem ... Vimos nos concursos públicos. Falam de Autonomia e de Madeirenses mas governam só para os seus com cartão partidário. Vimos como foram capazes de ostracizar até os próprios social-democratas (têm-lhes ódio) porque são Liberais. Portanto, até social-democratas provaram o seu fel. Vimos perseguições, saneamentos, mas sempre umas carinhas inocentes quando a arma ainda fumega ao lado.

No passado muitos atribuem bombas a este partido. Também destruíram carros e outros bens a elementos da oposição. Destruíram vidas e não têm problemas de comprar pessoas para lhes cederem vídeos para denegrir os outros. A permanência no poder trouxe uma enorme corja que se estende a polícia e magistrados que protegem e adulteram decisões. Temos visto como se tornaram displicentes porque, como têm tudo controlado, acham que já ganharam à partida. Também temos visto a categoria das pessoas que se acumulam no partido do poder, cada vez mais, a má semente puxa má semente.

Há, sente-se um descontrolo generalizado no partido do poder. Andam em vias de facto na sua festa do Chão da Lagoa mas tudo é abafado. Andam com justiça à perna nalguns casos em que usam testas de ferro. Batem com as portas por não terem obtido o lugar elegível nas listas, o lençol está a ficar curto e a culpa nunca é deles como sabemos, a culpa é do Cafôfo.

Eu não ia votar Cafôfo e não deposito muitas esperanças mas vou votar AGORA nele. Há uma era de uma ditadura encapotada que temos de acabar, é o objectivo primordial e depois logo se vê o resto. Sou social democrata mas também tudo isto para mim é insuportável e não me revejo. Isto não é nada. Toda a política madeirense é miserável, ninguém fala do que interessa mas as panelinhas estão todas no terreno e são elas que trazem a loucura. Não estou livre de ser abstencionista, tal como já não participo em tantas outras coisas em que não me revejo.

Obrigado por publicarem.
Nota: é importante dizer que as imagens foram retiradas da notícia do DN.

Share on Google Plus