O mata e esfola do amor por interesse


Ahhhh suas bandidas, com duas prostitutas políticas destas e se cada alminha fosse uma boca do fogão, estas estavam sempre no máximo, isto é amor no expoente máximo porque não têm interesse nenhum em estarem sequer a 5km de distância um do outro para esse grande abraço.

Ai que é o diabo em manobra política para afastar os dois camandros, diria o Jarreta, com congeminações naquela cabeça maquiavélica, de estratégia militar do século passado, a criar histórias para levar o amor à cama. O tanas, eu quero é os dois juntinhos e no leito do amor, o rabinho não vai rapar frio no Pico dos Barcelos?

Depois do circo permanente que tivemos durante dois anos de mata e esfola do Cantinflas com o Papadas Jarreta, chegou a necessidade de mostrar o momento da união de facto. Depois de anos a coleccionar esposas e amantes vamos ver juras de amor nestes dois, deve ser da velhice com medo de ficarem sós, o problema é a malta que ficou chifruda com rolo da massa na mão, ai vocês vão sair suas bandidas. Depois de já não poderem casar pela Igreja, vão simular uma "EuCarestia" e vão de noivos, depois o pestógrafo do ridículo tira fotos do casório para o Facebook. Fica lindo e o povo baba-se.

Amanhã, pelas 18:30, no Pico dos Barcelos, não esqueça de estar presente para ver duas desavergonhadas que reduziram o PuPuDê para metade, se calhar está a menos, a segurar o poder com unhas e dentes. Que número de circo na República das Bananas do Povo Superior estarrecido. Nos presentes haverá um imenso orgulho, melhor do que isto não há para ganhar eleições, com todos aflitos com o ganha pão a fugir, uns à base de facturas e rendas delas, outros com empregos nos quais não aparecem para fazer política ou, se estão, passam o dia no Facebook com perfis falsos, não esquecendo ainda daqueles que não serviram para nenhum outro emprego mas entraram na Função Pública para ser chefes.

Bem cantava Marque Pale nas orgias do Chão da Lagoa:

Tantos anos se passaram
desde que eu vivi contigo
Pois tantas coisas mudaram
outros caminhos eu sigo

No acaso deste encontro
frente a frente sem falar
por breves momentos, os nossos pensamentos
voltaram ao tempo de amar

Ó, ó, ó tão amantes que nos fomos
há tantos outros iguais
um amor tão perseguido
de tão proibido cresceu muito mais
Ó, ó, ó tão amantes que nos fomos
e hoje a vida é só dor
não vivemos de saudade
porque uma amizade ficou desse amor

As frases que dissemos
foram só frases banais
já mal te conheço, já nem te pertenço
quem fomos não vamos ser mais

Ó, ó, ó tão amantes que nos fomos
há tantos outros iguais
um amor tão perseguido
de tão proibido cresceu muito mais
Ó, ó, ó tão amantes que nos fomos
e hoje a vida é só dor
não vivemos de saudade
porque uma amizade ficou desse amor

Share on Google Plus