Leituras do Diabo: congresso do PuPuDê

Boa tarde criaturas do demo, este fim de semana deu-se a concentração regional dos diabos da região, foi diabólico e estou orgulhoso por esta terra me acolher tão bem neste braseiro único. A minha vida mudou completamente a partir do momento em que abri o franchising do Inferno na Madeira, eu já vou para cima das 100 semanas de sucesso, muito à frente. Segue-se a minha análise fidedigna sobre o evento dos diabos, desfrutem. Fui muito refinado porque descobri que os ******* do CM só lêem as primeiras linhas ... enquanto outros snifam.

Soldado o tanas, candidato ao Parlamento Europeu, chamou-te a mama. Muito bom ires para lá, assim o autor material dos 6000 milhões fica mais perto da sentença:


Ó diabo, se vens para aqui aprender vais perder:















O perú da festa. Sempre cheio de si, o recém chegado já fala do património do PSD-M, se calhar já faz parte da mobília e deixa o legado do Subsídio Social de Mobilidade, este é o "melhor" mas com cartão ... deve dar desconto no Continente:

O vale zero que o CR0 ainda não rasgou porque anda sempre ao pé do seguro de vida. Hehehe, só os melhores Alberto! E saíste mais cedo no evento mais importante do PSD-M, também dás bué da valor só a ti, egocêntrico. Vai ser lindo:

Com tanta flor no congresso. A mesa do mesmo deveria ter sido condecorada com as buganvílias das ribeiras. Alberto! Só os melhores ... hehehe ... não serão os mesmos? As horas de entretenimento que o PSD-M nos vai dar, falta o programa da Cristina, ela diz que há muito que não faz sexo:

Um grande estadista este, "conversas de chacha", "patachadas", "foleirada", "conversa fiada", deve ser do gabinete de apoio que tens pá, aguardo por vocês no inferno. A Maria Bilhardeira da fotografia deve te pintar um mimo mas quando abres a boca é um ai Jesus ... o do património, pudera, aquilo é que foi aprovar apoios à família enquanto secretário. Só com um Albuquerque ranhoso é que somos respeitados da "pouca vergonha", "não queremos um presidente para tirar selfies". Anda, morre peixe:

Fake News, enquanto o povo corria lá fora a maratona, como sempre faz na vida, o PSD andava a tratar do pandulho com as calças na mão. Estes roubam até a mesa da água na maratona. Olho no preço e nos carros em cima do passeio, houve multas?Tá quieto, o povo regista:


O congresso engrandeceu Cafôfo e reduziu a cinzas o seu Presidente Albuquerque que é candidato às Regionais 2019. Cafôfo é candidato e ... ponto. Albuquerque foi deserdado da Presidência do Governo Regional por Calado e do PSD por Jardim ... zombie dizendo patachadas.

Adolf Brazon ... felizmente não Hitler, só pode fazer destas conversas de chacha, até porque foi a política que o salvou da falência, quem tem amigos desses que só escolhem os melhores é fixe. Por isso Adolf pode ir para congresso enaltecer, porque os outros ficaram a pagar a dívida e não têm amigos desses ... notícias falsas a entrar ...







Ááááá mê cride lascava-te toda! Com uma bocarra dessas imagino o servicinho que não fazes ... claro que ao PuPuDê. Estás louca para ir para madame dos negócios obscuros. Sai mais umas grades a preço de chuva para ti mesmo, os outros vivem a Madeira Real das actividades porno do PSD-M que dão a riqueza para meia dúzia. Mê cride vou cantar em espanhol para tus aficcionados miras:

La Puta de La Cabra

Los Toreros Muertos


La Puta de La Cabra
Los Toreros Muertos

Erase una vez, los Farlopez, en pleno apogeo y jolgorio,
se lo pasaban en grande porque por allí se comentaba
que la fiesta se la hacían con su cabra, a la cual le hicieron esta canción.

Uno, dos, uno dos tres y…

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción.

Me la dejaba en casa
para ir hacer turrones,
y cuando estaba de vuelta
me chupaba los cojones.

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción

Cuando le pedía leche
no me daba no me daba,
pero si quería cerveza
la muy guarra se meaba

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción.

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción.

Cuando uno iba de putas
Y no encontraba ninguna
Se me iba con la cabra y le cobraba una fortuna

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción

Cuando yo venía caliente
de la noche por bailar,
como nunca yo ligaba
la cabra me iba a follar.

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción.

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción

Se me iba por el campo
por evitar despelote
yo quería hacerme una paja
ponia la cabra a flote.

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción.

Si la ponías caliente
con la estufa de tu chulo
ya podías ir corriendo
porque te daba por culo

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenía una cabra que se llamaba Asunción.

La cabra, la cabra, la puta de la cabra, la madre que la parió,
yooo tenia una cabra y la muy puta se murió


Diabólico, um rato falante, basta que sim escolher entre a verdade e a mentira, zelando pelo império sempre construído na mais pura pureza ... anda vai te catar! És um filete do Inferno.


Termino com o vídeo da letra dedicada ao Miguel de Sousa, La puta de la cabra de los Toreros Muertos, um verdadeiro hino ao PuPuDê por conta do Ministro do Palavreado da era Jardinista, a antiga e a nova:



Lume neles todos!
Share on Google Plus