Fogo sinistro

Foto do Diário de Notícias

Enviado por Denúncia Anónima
Terça-feira, 08 de Janeiro de 2019 21:01
Texto e título do autor.

Todos os madeirenses, quase sem querer, já são opinion makers no que toca a fogo de artifício devido ao nosso evento de passagem de ano famoso em todo o mundo. Continua a ser um regalo para vista pela intensidade e pelo volume mas não estará a perder vigor e a ficar acomodado à fama?

Será só de mim ou todos os anos é sempre a mesma coisa, por mais temas que insistam em dar para criar expectativa. Para quem vê mais do que uma vez a passagem de ano na Madeira, a opinião começa a ser "nada de especial, igual ao outro". Será uma consequência de sempre o mesmo a ganhar? Vemos sempre o mesmo tipo de sequências, tipo de fogo e até cores. Não vale a pena investir em coisas novas como tecnologia laser associada ao espectáculo de fogo, projecção 3D ou sequências de disparo alternativas por exemplo. Será que a prioridade vai apenas para as continhas das toneladas de fogo que explodiu ou número de disparos? E a variedade, o desenho? Será que este é o molde de concurso que sabem fazer mas ainda assim metem os pés pelas mãos todos os anos?

Outra coisa que me surpreendeu foi ver nas noticias da RTP Madeira do dia 30 de Dezembro, o Sr. Macedo a assumir que já tem quase tudo pronto mesmo antes do concurso público e caderno de encargos ser publicado (se o CM conseguir o video, agradeço). Estamos na presença de mais um favorecimento descarado, onde além de assumir que as coisas já estão prontas antes de saber os requisitos, influenciam quais devem ser esses mesmos requisitos? Eu sei que com este Governo de atrasados mentais depois pedem as coisas em tempo canhão porque a meia noite do dia 31 não espera mas, e porque não começa tudo mais cedo e decidido por forma a dar hipóteses aos outros? Será que as palavras do Sr. Macedo não diz mesmo tudo?!

A Madeira tem uma longa tradição de concursos feitos à medida que a longo prazo se verificaram ruinosos para o interesse comum. Não juntem o fogo de artifício à lista. Inovem !

Share on Google Plus