Pobres mas alegres

Isto é uma maçada, o Porto do Caniçal está sereno. Estou no gozo, ainda bem, parece que os Sousas aprenderam que não são assim tão grandes mas se tentam de novo armar ciladas e jogadas, à sua boa maneira, o que vem a seguir não é nada bom. Acalmem-se e sejam empresários como os outros e paguem alguma coisa.

Eu ainda não falei de "punhetas", durante estes dias tenho sido atormentado por três ideias, a minha é maior do que a tua, logo de arranque. Como pode ser devassa se o homem exibe-se ligado à internet e do outro lado gravam? Onde está a queixa à pessoa do outro lado em vez dos colegas de partido? Se calhar não dá jeito porque então é que vinha mais descobertas. Há cinismo no pretenso "mártir". Há ainda uma outra cena, com o dinheiro que o "punhetas" ganha não "alugava uma menina"? Pena o CM não ter um Correio Sentimental. Deixo a dica, com este episódio sugiro ao CM depilar o Lúcifer e ganhar dinheiro com exibições online, há gente que faz vida com isso e o diabo não se chateia desde que veja lume, almas e pecado.

O PSD-M já me parece um partido comunista, que líder forte arranjaram, olha, é o mesmo, hahaha, isto vai tão bem que repetem a dose. Eleito em lista única com  98,4%, pudera ninguém está para pegar no caos ou sofrer a derrota dos outros.  O que se esqueceram de dizer é que esses majestosos 98,4% representam vinte e tal por cento dos militantes do ainda Partido Social Democrata da Madeira, para esconder a tristeza que por lá vai. Para o teatro final, o PSD foi agora buscar imagens antigas da grandeza do partido. Estão a perceber? Eles chamam, o Jardim diz que estão a regressar mas eles não aparecem, por isso, em substituição, usam imagens antigas e, assim arranjam outras caras para reeleger os Renovadinhos. Os antigos agora são papel de oferta. É uma fraude senhor Albuquerque, uma fraude. Voltam a abusar das imagens com pessoas que não querem estar relacionadas com a Renovação. Tudo está como na campanha da Rubina Leal nas Autárquicas e o resultado vai ser o mesmo. Para um jantar de Natal tão crente no sucesso, 1700 pessoas é um duro golpe. Se 6000 está para a Rubina como uma derrota, 1700 está o quê para Albuquerque?

Nada de alarmismos, o Hospital Nélio Mendonça não tem macas suficientes. Ufa, foi só macas. É verdade, a malta vai ficando empilhada nas corredoras até ao engarrafamento total, o que é bom, porque assim prova-se a inutilidade de ter mais macas, as que chegam não podem passar. Bem pensado Pedro Ramos, Deus te dê mais 100 quilos.

Dizem que pela África do Sul ainda não passou a exaltação popular com o Albuquerque, tanto que dizem que o presidente prefere ficar por casa. A próxima Festa da Flor na África do Sul vai ser por video-conferência? Madeirenses, que elogio, o Presidente acha que vocês são uns bananas, sem ofensa. É que vocês não têm a guelra da malta do hemisfério sul.

Tinha que pôr isto! Ri-me que nem louco, como sempre nunca se sabe quem faz coisa alguma no CM mas ficam os parabéns ao autor e assim a comunidade da África do Sul ri-se um bocado. O que não dá vontade mesmo de rir é a fortuna que o "cabecinha torta" mais a sua trupe leva para as babuseiradas de Natal e da Festa da Flor. De certeza que não há ninguém mais barato? Um Natal é o ordenado de um ano de muitos. Temos muita coisa para rever em 2019 ...



Share on Google Plus