Bronca ! Os Assuntos Europeus o que tem a dizer disto?


Meus amigos, por altura da betonização das paredes de basalto do Oudinot percebemos que a entidade que zelava pelo património histórico edificado assinou por baixo, com os seus responsáveis a pensar mais no seu tacho do que defender a Madeira da loucura do betão.

Por estes dias vemos nova situação, idêntica, que mostra bem o grau de infestação de tachismo que vai pelo Governo Regional. Ninguém governa todos se governam. Bom ordenado ao fim do mês e que a Madeira se _ _ _ _ .

A JPP acusou ontem o Governo Regional de ter mentido à União Europeia no processo do ferry. As acusações de falsidades do Governo Regional basearam-se nos documentos que demoraram quatro meses a "adquirir" e que só foram conseguidos após o recurso a uma intimação judicial.

Primeiro há que ter consciência de que todos os cidadãos têm direito ao acesso aos documentos. A Governação não é posse do poder para de livre arbítrio manipular a gosto dos que Donos Disto Tudo e até da Democracia. É um direito consagrado na lei e que o Vice-Presidente do Governo, Pedro Calado, nos seus tiques de ditador e manipulador quis sonegar a um partido político e, em última instância, a todos os cidadãos que querem ferry porque de caras é viável e muito útil à região. Muito mais do que a betonização.

Estas atitudes de “eu posso, quero e mando e tu calas-te” são atitudes do tempo da outra senhora que não se coadunam com uma sociedade livre e democrática. Temos direito de saber o que fazem para julgar o trabalho que estão realizando.

De todas as falsidades de que acusam o Governo Regional – ver o comunicado da JPP http://juntospelopovo.pt/governo-regional-mentiu-uniao-europeia-no-processo-ferry/ - levanta-se uma questão: estaremos perante um processo de contencioso comunitário e de instauração de processo para pagamento de indemnização pelo Governo Regional da Madeira às instituições comunitárias?
O que tem a Direção Regional dos Assuntos Europeus a dizer sobre tudo isto? Vai se encolher como os outros dos pareceres das ribeiras? Viva o tacho!

O Governo Regional da Madeira contratou uma sociedade de advogados, por ajuste direto, pelo valor de 121, 390,00€ (cento e vinte e um mil euros e trezentos e noventa euros) para preparar o processo? Já vi neste CM a divulgação da contratação sempre dos mesmos por ajuste directo ... outra coisa para conversarmos. Mas, qual foi o papel da Direção Regional dos Assuntos Europeus coordenada por Bruno Pereira neste processo? Passou tudo ao lado? Esta Direção Regional não existe na estrutura de Governo na cabeça de Pedro Calado? Ou o processo foi preparado com a conivência de Bruno Pereira? Tem que vir à pedra! Até porque só assim, é que estes tachistas começam a ter mais medo da justiça do que destes parvalhões como o Pedro Calado.

Como é que existe um departamento governamental responsável pelos assuntos europeus e recorre-se a uma sociedade de advogados? Ou será que Bruno Pereira é um simples Chefe de Sala dos jantares e receções das visitas dos membros da Conferência das Regiões Periféricas Marítimas e da Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas?

Qual o departamento de tachistas que se segue? Talvez daquele que foi fazer um cruzeiro e não meteu férias. Bonzinho, férias sempre por inteiro e a beneficiar de época baixa. deixem-me adivinhar, e os bilhetes de avião são separados para levar o Subsídio Social de Mobilidade para RICOS e tachistas!


Ah porra pá, se tinha que narrar uma epopeia de descobrimentos com estes bloqueadores de caminhos marítimos de agora! Bem, de "descobrimentos" vamos tendo!

Share on Google Plus