Brincando às escondidas com medicamentos.



O Abreu lançou o cromo de hoje. Vou lhe dar o Cordão Umbical com o Inferno, o mauzinho insiste que há falta de medicamentos no hospital. Na sequência da nova campanha que estamos a lançar de promessas "cumpridas," resolvemos dar uma luzinha ao senhor secretário que já gastou fortunas em lanches, almoços e pedidos aos senhores jornalistas para largarem o tema da mão mas não há maneira. O homem já fez tanta cara de chateado que até os diabretes dos círculos daqui do inferno meteram baixa de tanto rir. A falta de consumíveis e medicamentos no hospital começa a ser tão comum que qualquer dia vão-me requisitar os tridentes para dar injecções!

Dizem que o facto do Albuquerque vir a terreiro dizer que há medicamentos é porque simplesmente o secretário e a enfermeira sombra da Vice- Presidência já se sentem de patins e ninguém tem pachorra de alertar o alucinado de que é melhor não insistir porque os enfermeiros, os médicos, os doentes e até comunicação social conhecem as listas de faltas. Siga Abreu! Alminhas, alminhas.
Share on Google Plus