Partilhar, mama quem crama, os ricos.




Bom dia minhas minhas pipocas de pacote, como o microondas está avariado vou aproximar a minha chama a ver se vocês estalam todos. Lá se vai a minha popularidade para o galheiro, respira fundo, vou tocar no mesmo futebol que já pôs o papadas a fugir a 7 pés.

Vivó Maritimo, infilitra-te Alexe, puxa-me esse “ragafão” que tens dentro das cuecas e que conseguiste passar pelo segurança zarolho, maneta e cambado. Gosto de vinho quente, vai um copo ... gooooooolllllooooooo, somos os maiores. Já não sei se é o futebol ou a bebida que cega. Diz-me vês um 6 ou um nove no resultado do Marítime?

Ontem, a pessoa mais credível da Madeira apresentou as contas do Marítime, é tão sério que quando fala sério sobre contas a malta desmancha-se a rir. Eu imagino o tempo que não levou a ajeitar aquilo para o discurso. O Maritime paga IRC, paga impostos, isto não é só mamar! E tem lucro. Atão o Marítime teve 2,7 milhões de lucro, está bem e paga tudo, porque tem que receber do Governo Regional a última tranche de 1,5 milhões? De tão auto-suficiente porque é que o Governo Regional teve que dar o Estádio dos Barreiros e pagar as obras? É que eu li Governo paga parte do investimento do Marítimo nos Barreiros, num contrato-programa de 31 milhões de euros, governo só pagou 12 milhões

Com este lucro eu devolvia já a tranche do Governo Regional para remédios no hospital, remédio de cana para alguns que cegam o povo com futebol. Mas tudo bem, alminhas, alminhas, quando forem ao hospital levem o fervoroso cascole do Marítime.

Não sou de intrigas mas ao Estádio do Marítime falta um terceiro anel recuado para um hotel à volta, isso sim era um Hotel CR7 no lugar certo, parece que no mar só mete água. Aquilo é que ia ser fanáticos da bola a encher a catedral, vista para o relvado, vista para a paisagem salvaguardada por mais um tachista num observatório. Nunca convidem o Avelino Farinha, desaparece o relvado, constrói dentro, faz o terceiro e quarto anel e mete Savoy 2.

Tenho TV no WC, quando estou em afazeres fisiológicos vou vendo notícias mas tem que ser uma rapidinha porque a loiça derrete- Em trabalhos de parto mais demorados tenho que ficar ao estilo das sanitas antigas, donde saiu a expressão “cagar de alto”. Mas vamos a outra, isto é só espertalhões e gente séria.

Deparei-me com um método de ensino verdadeiramente revolucionário na Madeira, o Povo Superior tem cá umas coisas ... então aquele mais rico sempre a se encher mas sempre a cramar, só o pobre sofre calado e com vergonha. Ouvi uma professora ou algo meio similar e exultei: - enterrou-se, alminha, alminha! Pelas palavras da dita cuja o Governo Regional pode cortar já as fortunas ao ensino privado e dar ao público, em vez de vermos esta idiotice de turmas com 30 alunos para ter qualidade de ensino. Esta escola não precisa de professores, só precisa de guias, de turismo para ser um convívio alegre, de montanha para saber trepar com o nome dos país, espiritual que é para saber todas as citações e ser um bom verme. O Calado é muito bom em citações, convidem para guia. Alminhas, alminhas. sempre a lucrar.

Mas dizia eu, a rapariguinha do chôpinho da Sharing School do senhor Sílvio Santos anda com muito dinheiro para publicidade mas os seus funcionários e professores lamentam-se para receber os ordenados. É borlas para quem pode pagar em troco de dar a cara nas publicidades da escola, negócio da China. Pensamento de Diabo, acho que não pagam aos professores porque estes são inúteis naquela escola, é que a senhora já diz:

"O professor aqui não é um transmissor de conhecimentos, porque os conhecimentos estão todos na Internet, o professor aqui é um guia dos conhecimentos e põe os alunos a aprender e a pesquisar". LOL, se calha um deles ler o Correio da Madeira todos os dias temos revolucionário, força Chés ... ché-chés.

Eu imagino a credibilidade daquilo, portanto vai o Joãozinho viciado em jogos pela madrugada dentro, traz o curso de Super-Mário, chega ensonado à escola e pode ensinar aos outros porque é um guia bué da fixe pá. Um guia espiritual desses em vez de dizer onde estão os conteúdos até pode dizer: - Fonix vão ao Google e não em chateiem! Paciência que estou quase a subir de nível no Super Mário ... ou é Super-Sílvio?


Lá foi a popularidade do Lúcifer por água abaixo, viva o pecado, tudo em benefício da maldade por um mundo melhor construído pelas dicas da Sharing.

Ao lado deste facilitismo temos a educação pública. Aperta, "escoceia", persegue, premeia professores do PSD com evolução na carreira, é alunos aos saltos, é saltos miraculosos de professores do PSD nas listas, coisas maravilhosas. Ainda deve ser Relvas a crescer e não se passa o corta-relvas?
Com estes privados pode-se cortar no orçamento, substitui-se professores por guias, ou então dá-se cagança aos alunos mais velhinhos que eles ensinam a pesquisar no Google. 
Preparem-se porque é assim que os ricos, que andam aqui e ali, vão meter seus pimpolhos catedráticos da Internet a mandar nos outros. Depois admiram-se com os loucos que chegam para mandar.

- Então senhor director, administrador e governante, como quer que se faça isto? - Ora porra vá à Internet!
- Vou fazer como o tatuador nos ensinou na escola.

Acham que estou a partir a loiça toda, ora porra, isso já faz o Governo Regional, não precisam ficar surpreendidos. Que dizer da parceria do Governo Regional com a Vista Alegre só porque o dono é militante do PSD. Então não liga tudo? Estamos em fase de agradar até à loiça, sempre foi a marca que apadrinhou a Nini do cacho de bananas. O que eu sei é que já estou grego a partir a loiça toda com esta maltinha do Povo Superior, vá lá, vamos comprar Vista Alegre para compor este escaparate sem loiças e muitos bibelots. Sai lume para cozer a loiça-

Vista Alegre e Governo Regional estudam parceria

Share on Google Plus