Histórico! Cafôfo e PS falam de transportes, dívida, hospital e regressados da Venezuela

Ampliar, artigo na edição de hoje do DN

Olá meus ricos passageiros de 500€, estão a ver como é carinho ir para o céu, deixem-se no pecado, é de borla. Temos paleio novo no fôfo independente do PS, chicha nem vê-la, parece dobrada sem intestino. Siga Alfredo!

Agora sabemos que, em muito silêncio e descrição (estou a falar baixinho), o PS e o fôfo dizem estar a comunicar com o Costa da ganga e dos mocassins sobre transportes, juros, hospital e Venezuela. Parece que tem sido por morse, nunca se vê fotos, me engana que eu gosto, isso vem requentado de Lisboa. Foi tão discreto que tiveram boleia do Antonoaldo no Ronaldo, de certeza! Apostaram no vernáculo, rapaz baixa essa ***** para ver se ganhamos eleições.. Domestica-te porque já estás a ver que vamos engavetar o teu precedente por aquela façanha dos 500 milhões que dizem que VEM mas é um *******! Madeirense não paga trafulha brasileiro. Já nos custa meter o Jardim pelas canas dentro, o rapazinho não pára de receber cordões e honoris por estas gratificantes causas de nos pôr tesos e enriquecer meia dúzia.

Resumo para malandros:

Ferry: para Lisboa com aplicação de subsídio de mobilidade em serviço regular durante todo o ano. O Diabo pensa que até parece que não tocam nos dois anos de ferry para Portimão e quando caducar o contrato não renovam.

Transporte Aéreo: inspirar-se no modelo das Canárias com comparticipação percentual na passagem aérea, nas Canárias está em 75%, e cativar mais uma companhia para a rota Funchal - Lisboa. Mês crides ponham isso no papel, 75% em 400€ pagamos 100€ mas se não tiver limite é bom ... até para a TAP.

Juros da dívida: 3% neste ano, e estimativa de 2,8% no seguinte ou verificar com que lua anda o Albuquerque para negociar por forma a colocar os madeirenses a pagar menos. PS-M fará queixa do GR à Procuradoria do Ministério Público e ao Tribunal de Contas para aferir da legalidade do ajuste directo de 15 milhões de euros a uma consultora financeira.

Hospital: aprovado o Projecto de Interesse comum, Governo da República avança com 50% da obra e dos equipamentos.

Regressados da Venezuela: despolitizar, reforçar a Segurança Social da Madeira com verbas do Estado depois da verba actual ter sido gasta. Verbas devem estar consignadas no OE2019 para saúde, habitação, educação e emprego para evitar a desinformação política.

Desejos e promessas, inscrevam na carola para cobrar e não acelerem muito que pode passar sempre. Lume neles todos. Estão contentes com o resumo? Se fosse o da TVI ou a da SIC vocês andavam à nora!

Share on Google Plus