Encenação no Monte para desviar atenções


Enviado por Denúncia Anónima
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018 13:13
Texto, título e fotos do autor.

Nos dias de hoje e ontem decorre uma encenação no Monte para desviar as atenções da acusação de sonegação de provas ao arboricultor Pedro Ginja durante os dormentes três dias em que o Ministério Público esteve a assobiar para o lado e a assistir à Câmara do Funchal a investigar em causa própria. 

Depois do sobressalto do anúncio de sábado passado, a Câmara voltou às habituais manobras de diversão, sempre com o apoio do técnico suspeito de limpar provas, a quem não retirou a confiança.

Ontem e hoje assistimos a uma verdadeira palhaçada que ainda por cima vai custar mais uns milhares aos Funchalenses, tudo para tentar provar que foi o lançamento de foguetes e a música ambiente a mandar o Carvalho abaixo. E não as provas que terão sido eliminadas.

Que figurinha triste a do Eng João Baptista a lançar fogo de um sítio onde nem sequer foi lançado no dia da Senhora do Monte no ano passado. Pior só mesmo hoje, com colunas viradas para os plátanos e carvalhos para ver se eles vibram. Mais uns milhares para a empresa de som. Um circo montado.

E se retirassem as árvores amarradas com cabos, não era melhor solução?



Share on Google Plus