Raimundo Anjinho

Eu estimo este Raimundo, desde sempre que ando atrás dele para ser fornecedor de lenha para o Inferno, almas cozidas a lenha fazem diabruras com outro requinte e ele é especialista em madeira. O pau de louro é para a espetada mas agora em que pau se enfia um político chegado ao inferno? Ahhh, tão a ver?! Escolhido o pau é preciso saber onde enfiar, tal como o talhante de carne tem a ciência de deixar a carninha tenrinha.

Quando foi do grande incêndio no Funchal ainda lhe disse: - tás a ver pá, não forneceste a lenha agora andas de cú pro ar a replantar isso tudo. Se desbastasses um pouco tinhas as plantinhas de estimação mais protegidas. O que ele não percebeu era aonde eu queria chegar. Não faz ideia que aquele troncozinho da Prada bem podia vir metida no meio da encomenda que ninguém notava. É pessoa que não dá problemas nenhuns para passar numa Operação Stop da GNR, é que o tempo que aquela cabeça leva a processar mais o tempo que leva a dizer há muito que estava ardida.

Talvez por isso mesmo a malta perde-se entre o início, aquela baralhada e o fim da conversa da Prada. O Raimundo, por exemplo, ainda não percebeu que a senhora quer privatizar as Levadas, primeiro avança com as taxinhas angélicas da natureza, depois diz que a fórmula resulta apesar do sistema dar mais despesa do que receita e depois faz o frete ao outro Pradinha do Pestana para privatizar aqueles "regos" que só dão problemas. Ainda bem que temos esse salvador da Região que ajuda tanto a levar as coisas por teta e meia, comprados com o dinheiro da CINM que podia ser todo da Região. Eu fico deveras com a alma em brasa com aquele mecenas.

Raimundo, vai pensando na lenha, em 2019 vai-me chegar aí uma remessa de governantes e quero ter os paus mais indicados para cozer aquelas almas. Bem, ouçamos a indignação do Raimundo, se com promessas é como é , sem promessas mão sei não! Imagens da RTP-M:

Share on Google Plus