O exemplo parte da governação, até na CMF

Adicionar legenda


Enviado por Denúncias Anónimas
Terça-feira, 24 de Abril de 2018 17:14
Texto e título enviado pelo autor. Imagem do CM

Na edição online do JM desta terça-feira surge uma reportagem onde o Sr. Paulo Cafôfo, no lançamento do livro Militares de Abril que decorreu no Teatro Municipal, disse: 

"... não basta o ‘momento’ das eleições. ... o momento faz-se todos os dias”, salientando que, “todos nós temos responsabilidades políticas e os cidadãos anónimos têm o seu papel não só no voto, mas também no contributo que dão”. 

O Sr. Paulo Cafôfo deverá questionar um vereador da CMF que não parece seguir esta ideia, não liga ao que os cidadãos lhe dizem em relação a decisões que está a tomar, como ainda intensifica essas decisões erradas. Fazer experiências de governação quando estão em causa pessoas desempregadas precisam viver, é brincar com a vida dos outros! 

As pessoas estão a ficar muito desiludidas com a forma como a autarquia está a tratar o assunto das feiras de artesanato. Um erro todos cometemos, mas insistir no erro é completamente inaceitável.

Promove-se debates e conferências onde todos estão de acordo que temos de proteger o que é nosso, a nossa cultura e as nossas gentes nesta época de globalização mas, na hora da verdade os artesãos madeirenses são sempre preteridos em relação a outros que compram fora e metem a bandeira da Madeira.

Espero que a sensatez acabe por vencer o engano e a má decisão!
Share on Google Plus